Sobral: Cultura, Progresso e Desenvolvimento No Interior Cearense

Quando se fala em progresso, desenvolvimento e cultura no Ceará, não podemos deixar de falar sobre a cidade de Sobral, também conhecida e chamada carinhosamente de Princesa do Norte.

Essa cidade distante de Fortaleza 238 km, banhada pelo Rio Acaraú (o segundo maior rio do Ceará), com sua população em torno de 203.682 habitantes (IBGE-2016), é o exemplo de um lugar com características próprias que marcam uma trajetória vencedora ao longo dos seus 244 anos de história, cuja fundação ocorreu em 05.07.1773 e que se iniciou a partir da Fazenda Caiçara (seu primeiro nome).

Vista Aérea Parcial de Sobral
Vista Aérea Parcial de Sobral

Cidade de clima semiárido com temperaturas oscilando entre 21 e 39 graus Celsius, tendo temperaturas média em torno de 26 e 28 graus Celsius no decorrer do ano.

O município é composto atualmente por 13 distritos: Sobral (sede), Aprazível, Aracatiaçu, Bonfim, Caioca, Caracará, Jaibaras, Jordão, Patos, Patriarca, Rafael Arruda, São José do Torto e Taperuaba.  Sobral é o quinto município mais povoado do estado do Ceará e o segundo maior do interior.

Sobral é o município brasileiro que mais acontecem abalos sísmicos. Desde de janeiro de 2008, quando passaram a monitorar esse fenômeno, já foram registrados mais de 600 tremores de terra, principalmente no distrito de Jordão, onde o mais forte tremor foi registrado em 25 de maio de 2008, com intensidade de 4,2 graus na Escala Richter.

História de Sobral

Sua  história  se inicia com a emigração de fugitivos que escapavam dos portugueses após a rendição dos holandeses no século XVII, e foram se refugiando ao redor da Fazenda Caiçara, fundada em 1726 por Antônio Rodrigues Magalhães. Essa fazenda ficava na rota de convergência das boiadas na época da carne de charque (charqueadas).

Em 1756 foi edificada nas terras da fazenda uma igreja e em seu redor foram surgindo moradias. Com o aumento das moradias, o povoado Caiçara foi crescendo passando a categoria de vila em 1773 com o nome de Vila Distinta e Real de Sobral, porém só recebeu os foros de cidade em 1841.

O sucesso econômico proporcionado pelas Charqueadas na segunda metade do século XVIII, trouxe desenvolvimento a Sobral, que chegou a superar Fortaleza, ficando juntamente com Icó e Aracati como as mais importantes cidades do Ceará naquela época.

Sobral se destacou como centro intermediador de produtos agrícolas da Serra Grande e da Serra da Meruoca para o restante do estado do Ceará e parte do estado do Piauí.

Sobral foi também um dos centros abolicionistas do Ceará desde 1871. Quando a libertação dos escravos foi proclamada em 1888, a cidade de Sobral já não tinha escravos desde 2 de janeiro de 1884, tendo sido a 23a cidade do Ceará a participar do movimento de libertação de escravos.

Com os problemas causados pelas secas de 1877 e 1879 e no intuito de ligar Sobral a um porto (Camocim) para facilitar o escoamento de produtos da Serra da Meruoca e da Serra Grande e também dar maior assistência a população carente, foi construída e inaugurada uma estação de trem em 1882, vindo com isso consolidar a cidade como grande centro urbano e comercial.

Em face da ascensão da economia algodoeira nos fins de século XIX e início do século XX, a industrialização chega a Sobral, com a instalação de uma indústria de beneficiamento (Companhia Industrial de Algodão e Óleo – CIDAO) e outra de tecelagem (Fábrica de Tecidos Sobral).

Em 1924, mais uma estação de trem foi inaugurada (Jaibaras). Em 1950, a Estrada de Ferro de Itapipoca chega até Sobral e completa desta forma a ligação de Sobral a Fortaleza, consolidando-a como potência regional.

Economia de Sobral

A cidade de Sobral ocupa a quarta posição na economia do estado do Ceará com um PIB de 3.793.940.000 (IBGE-2014), sendo superada apenas por Fortaleza, Maracanaú e Caucaia todas na região metropolitana de Fortaleza em termos de arrecadação de ICMS.

Sobral também se destaca nas exportações, sendo o único município do interior que compete com Fortaleza a liderança nas exportações. Além disso, é o segundo município mais desenvolvido do estado de acordo com o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), sendo portanto, uma das 10 melhores cidades de seu porte para se viver no Brasil.

Suas principais indústrias são a indústria de Cimento do Grupo Votorantim, a Grendene com sua sede nacional na cidade, a Fábrica Coelho, a terceira maior indústria de massas e biscoitos do Ceará, a Moageira Café Serra Grande, também uma das maiores indústrias de torrefação e moagem de café do estado, a Refrigerantes Del Rio, a Alumínio Sobral fabricante de utensílios domésticos, entre tantas outras.

O polo industrial de Sobral tem atualmente 153 indústrias instaladas com destaque para indústrias de produção de calçados, cosméticos, embalagens, mineração, beneficiamento de leite e seus derivados, móveis, etc. Além disso, existem as indústrias de artesanato de rede de dormir, de chapéus de palha que são exportados para vários estados brasileiros e exterior.

No setor primário baseado na agricultura temos a produção de feijão, milho, mandioca, banana, abacate, algodão, castanha de caju e cana de açúcar. Na pecuária temos a produção de bovino, suíno, caprino, ovino e avícola.

No extrativismo vegetal tem-se a oiticica para extração de óleo e produção de ração animal, e carnaúba para extração da cera e da palha da qual se produz chapéus e outros produtos.

Na extração mineração temos a produção de pedras ornamentais, minério de ferro, pedras para a construção civil e outras finalidades.

Sobral tem grande influência sobre toda a região Norte do Ceará e parte do estado do Piauí, como importante centro de compras e serviços regionais. Conforme o IBGE, a cidade subiu um nível na escala de influência e hierarquia nas cidades brasileiras e se tornou “Capital Regional”. Sobral entrou para o seleto grupo de 70 cidades em todo o Brasil que compõem a categoria de “Capital Regional”, com área de abrangência de 162 municípios.

De todas as cidades do Ceará, com exceção de Fortaleza, foi Sobral quem mais consolidou sua área de influência. Somente na cadeia direta, são 29 cidades sob influência sobralense.

A partir de 27/12/2016, foi criada a Região Metropolitana de Sobral, composta por 18 municípios: Alcântaras, Cariré, Coreaú, Forquilha, Frecheirinha, Graça, Groaíras, Massapê, Meruoca, Moraújo, Mucambo, Pacujá, Pires Ferreira, Reriutaba, Santana do Acaraú, Senador Sá, Sobral e Varjota.

Educação e Cultura em Sobral

UVA-Sobral
UVA- Universidade Vale do Acaraú

A cultura sobralense é manifestada de diversas formas. A cidade possui vários museus, teatro, academia de letras, bibliotecas e vários núcleos de ensino superior.

Sobral é o município do interior do estado do Ceará com o maior polo universitário, contando com uma universidade estadual (UVA), dois centros de ensino tecnológico, um campus da UFC, além de várias faculdades privadas. A cidade ganhou destaque internacional, quando em 1919, a Teoria da Relatividade de Albert Einstein foi comprovada pela primeira vez no mundo, em solo sobralense. Ao todo são mais 50 faculdades na cidade. Além de grandes bibliotecas:

Biblioteca-Lustosa-da-Costa
Biblioteca-Lustosa-da-Costa
  •  Biblioteca Municipal Lustosa da Costa
  • Biblioteca da Universidade Vale do Acaraú (UVA)
  •  Biblioteca da Universidade Federal do Ceará (UFC)
  •  Biblioteca da Faculdade Luciano Feijão

Teatro São João

Teatro São João
Teatro São João

O Teatro São João é a principal instituição artístico-cultural da cidade. É um dos mais antigos teatros construídos no Brasil, tendo sua construção iniciada em 1875, seguindo o estilo tradicional com dois níveis superiores de camarotes, com plateia em ferradura nos moldes da arquitetura europeia, mais precisamente italiana. Sua inauguração aconteceu em 26 de setembro de 1880, com a comédia-drama A Honra de um Taverneiro, de Correia Vasquez.

Museus

Museu-Dom-José
Museu-Dom-José

Museu D. José: O museu com maior acervo de peças sacras do Brasil e grande quantidade de peças indígenas, além de outros objetos de séculos anteriores.

Museu do Eclipse
Museu do Eclipse

Museu do Eclipse: Criado em 1999 para incentivar o gosto pela ciência e celebrar a comprovação da Teoria da Relatividade de Albert Einstein naquele local da cidade.

Museu Madi: Este museu é composto por pinturas, esculturas, desenhos e outras expressões das artes plásticas de artistas modernos e contemporâneos de várias partes do mundo.

A Comprovação da Teoria da Relatividade em Sobral

Em 1919, Sobral e a Ilha do Príncipe em São Tomé e Príncipe, foram importantes para a comprovação da física. A Expedição Britânica do Eclipse Solar, liderada por Arthur Stanley Eddington, se deslocou para dois lugares a fim de comprovar (graças ao eclipse solar de 29 de maio de 1919) a distorção que a luz sofre ao chegar no Planeta Terra. Com tal confirmação, Albert Einstein pôde comprovar sua Teoria da Relatividade.

No dia do eclipse a Ilha do Príncipe apresentou mau tempo o que prejudicou bastante o trabalho. O céu estava muito nublado, fazendo com que apenas duas das várias fotografias efetuadas apresentassem imagens de estrelas.

Já em Sobral as condições meteorológicas foram muito melhores, permitindo obter-se sete boas imagens do fenômeno.

Como lembrança de tal acontecimento, foi construído na praça da Igreja de Nossa Senhora do Patrocínio, um monumento e depois um museu, chamado Museu do Eclipse que homenageia a cidade e os físicos e astrônomos que participaram da comprovação.

Pontos Turísticos  Sobralenses

A cidade possui muitos edifícios históricos e que merecem ser visitados. O  centro histórico da cidade foi tombado pelo IPHAN. Os principais pontos turísticos de Sobral são:

Arco de N.Sra. de Fátima
Arco de N.Sra. de Fátima
  • Açude Jaibaras ou Aires de Sousa
  • Arco de Nossa Senhora de Fátima
  •  Beco do Cotovelo

    Beco do Cotovelo
    Beco do Cotovelo
  •  Cadeia Pública
  • Casa da Cultura  (prédio construído em 1858)

    Casa da Cultura
    Casa da Cultura
  • Colégio Sant’Ana
  • Cristo Redentor
  •  Estação Ferroviária
  • Fonte do Pajé (fonte termal)
  •  Igreja da Sé (matriz de 1783)

    Igreja-da-Sé
    Igreja-da-Sé
  •  Serra da Meruoca ( parte da serra pertence a Sobral)
  • Diversas outras igrejas
  • Museus: D. José, Eclipse, Madi
  • Parque Lagoa da Fazenda
  • Parque da Cidade
  •  Rio Acaraú

    Margem Esquerda do Rio Acaraú em Sobral
    Margem Esquerda do Rio Acaraú
  • Teatro São João
  • Antigo Seminário Diocesano (UVA)
  • Casa do Capitão Mor
  •  Palácio de Ciência e Línguas Estrangeiras

    Palacio de Cultura e Línguas Estrangeiras
    Palácio de Ciências e Línguas Estrangeiras
  •  Centro de Convenções

Onde se hospedar:

A cidade possui completa infraestrutura com excelentes hotéis, pousadas, bons restaurantes, estação rodoviária, aeroporto, serviços de ônibus urbano, metrô (VLT), táxis e mototáxis.

Metrô VLT
Metrô VLT

Como chegar em Sobral

Partindo de Fortaleza siga pela BR-222, após 240 km estará chegando em Sobral.

Deixe um comentário