Itapiúna: Caminho da Pedra Preta no Maciço de Baturité

Ainda fazendo parte do Complexo Turístico Maciço de Baturité, o pequeno município de Itapiúna, assim como outros da mesma região, nasceu de uma fazenda que ficava na então área territorial do município de Baturité, ou seja foi mais um que desmembrou-se e ganhou autonomia.

A Origem de Itapiúna

Itapiúna
Itapiúna

Sua origem remonta ao início do século XIX, quando o Tenente José Joaquim de Oliveira, conseguiu junto ao imperador D. Pedro II autorização para que a Estrada de Ferro de Baturité passasse nas imediações da fazenda Castro, de propriedade de sua família.

Com o passar do tempo, muitas famílias mudaram-se para o entorno da referida fazenda e começou um aglomerado urbano, até que em 1933 esse povoado passou a categoria de Distrito pertencente ao município de Baturité.

Seu nome foi mudado de Castro para Itaúna, mas devido haver um município com esse mesmo nome em Minas Gerais e para não haver problemas de correspondência postal, o nome foi alterado para Itapiúna. Em 23 de junho de 1957 o município tornou-se independente de Baturité, divido em município-sede e os distritos de Caio Prado, Itans e Palmatória.

Sua população é estimada em 18.626 habitantes (IBGE- 2010) que vivem da agricultura e pecuária, onde produzem milho, feijão, mandioca, arroz entre outros produtos agrícolas e na pecuária possui rebanhos bovinos, asininos, muares, equinos, suínos, caprinos, ovinos e avícola, que fornecem carne, leite e ovos. A indústria é basicamente inexistente.

O município de Itapiúna fica a 122 km de Fortaleza e devido estar localizado no Maciço de Baturité, apresenta clima mais ameno em certas épocas do ano.

Atrativos de Itapiúna

Itapiúna-Açude-Castro
Itapiúna-Açude-Castro

Seus atrativos turísticos são as paisagens naturais de grande beleza como a cachoeira do Cajuás e o açude Castro com seu “véu de noiva”, formado pelo vertedouro do referido açude, quando a água sai sob fortíssima pressão criando uma névoa, como acontece em grandes cachoeiras.

Véu-de-Noiva
Véu de Noiva

Nesse lugar o visitante pode desfrutar de banhos para abrandar o forte calor e recarregar as energias. É muito agradável apesar de não possuir estrutura adequada para receber bem os visitantes.

Cachoeira
Cachoeira

Além disso, as caminhadas pelas trilhas é outra pedida para quem curte as belezas da natureza. Devido serem cidades próximas umas das outras, o visitante pode aproveitar e conhecer as outras cidades que fazem parte do Maciço de Baturité e usufruir de variadas opções turísticas.

Comidas Típicas de Itapiúna

Comida Típica em Itapiúna
Comida Típica em Itapiúna
Baião de Dois
Baião de Dois

Outra atração para quem gosta de experimentar novos paladares, é conhecer e saborear a típica culinária nordestina, composta de pamonha, baião de dois, paçoca, carne de sol, canjica (curau), cuscuz, mungunzá (canjica), tapioca, beiju, pé de moleque, panelada e buchada de carneiro, compotas de doces de frutas típicas da região, entre outros.

Buchada de Carneiro
Buchada de Carneiro

Vale a pena fazer uma visita a esse pequeno município que está encravado numa região de grande potencial turístico e que fica próximo a Fortaleza.

Onde Ficar:

Na região existem ótimos hotéis e pousadas nas cidades circunvizinhas.

Como chegar em Itapiúna:

Saindo de Fortaleza pegue a rodovia CE-060 até a cidade, no trajeto você vai passando por outras cidades que também vale a pena visitar.

Deixe um comentário